jorge de altinho

1- BRIGA À TOA

Jorge de Altinho



SE VOCÊ QUER VOLTAR PRA MIM

TEM QUE ME DIZER AGORA

MEU AMOR, VAMOS EMBORA

POIS QUEM AMA, NÃO DEMORA


A GENTE PERDE TEMPO À TOA

NÃO TEM BRIGA BOA

BOM MESMO É AMAR

VOCÊ SOFRENDO, ME QUERENDO

E EU AQUI, ROENDO

DOIDO PRA VOLTAR

NÃO ADIANTA MAIS FINGIR

QUE NÃO DÁ MAIS PRA IR

NA MESMA DIREÇÃO

É BOM A GENTE SE ENTENDER

PRA DEPOIS NÃO SOFRER

COM A SEPARAÇÃO


2- ABENÇOADO (MINHA MARIA)

Marquinhos Maraial



DEUS ME APONTOU UM NORTE

MUDOU MINHA SORTE

E O MEU VIVER

SOU UM HOMEM ABENÇOADO

E REALIZADO

QUE NEM SEI DIZER

O TEMPO TODO ESTOU SORRINDO

PAREÇO MENINO

ANDANDO EM CARROSSEL

ME SINTO ESTAR NUM PARAÍSO

EM UM JARDIM FLORIDO

UM PEDAÇO DO CÉU


PODEM DIZER QUE EU SOU

EXAGERADO ATÉ DEMAIS

QUE É SÍNDROME DE UM SONHADOR

QUE ISSO É MAL DE AMOR

PRA MIM TANTO FAZ

SÓ SEI QUE NO MEU CORAÇÃO

É FESTA QUE NÃO TEM MAIS FIM

COMEMORANDO ESSA PAIXÃO

QUE VIVE AQUI EM MIM


REPARE AS ROSAS

DESABROCHANDO DE MANHÃ

À LUZ DA AURORA

MEU CORAÇÃO, DO MESMO JEITO

TE ADORA

POIS AQUI DENTRO DO MEU PEITO

É UM JARDIM TODINHO EM FLOR

MINHA MARIA

ÉS A RAZÃO QUE ME MOTIVA CADA DIA

EU SOU FELIZ POR TER A TUA COMPANHIA

O QUE SERIA LONGE DESSE TEU AMOR


3- NUNCA MAIS

Jorge de Altinho



NUNCA MAIS

EU QUERO VER VOCÊ

VER VOCÊ, VER VOCÊ

EU POSSO MORRER DE SEDE

MAS DA SUA ÁGUA

EU NÃO QUERO BEBER


VOCÊ BRINCOU DEMAIS

COM O MEU AMOR

VOU DAR A VOLTA POR CIMA

AH, SE VOU

VOU JOGAR MEU ANZOL

EM OUTRA LAGOA

VOCÊ VAI VER

QUE EU VOU FICAR NUMA BOA


4- APAGANDO FOGO

Jorge de Altinho - Jorge Silva



QUANTAS VEZES EU TIVE VONTADE

DE PEGAR O QUE É MEU

E SAIR MUNDO AFORA

TENTAR RECONSTRUIR MINHA VIDA

LONGE DE VOCÊ

NÓS DOIS, FOI BOM

ATÉ NÃO TER RAZÃO DE SER


É COMO A CHUVA CHOVER NO MOLHADO

É INSISTIR NO AMOR FRACASSADO

E EU TENHO DIREITO

VOCÊ TAMBÉM TEM DIREITO

DE AMAR DE NOVO E SER FELIZ

SE A GENTE NÃO CUIDOU DIREITO

DESSA CONVIVÊNCIA

O AMOR ACABOU


PARA!

A GENTE JÁ GASTOU O LIMITE

TE TENTAR DE NOVO

VIVENDO FEITO GASOLINA

APAGANDO FOGO

VOCÊ SÓ FAZ AQUILO

QUE JÁ SABE

QUE EU NÃO VOU GOSTAR


PARA!

NÃO VAMOS CREDITAR AO OUTRO

AS PEDRAS NO CAMINHO

E NEM VIVER QUEBRANDO GALHO

PRA MANTER O NINHO

SE OS NOSSOS FRUTOS

JÁ TÊM ASAS PRA VOAR



5- COMO EU LHE QUERO

Jorge de Altinho



ESPEREI VOCÊ LIGAR PRA MIM

NESSE FINAL DE SEMANA

NÃO DIGA QUE SE ESQUECEU

EU ACHO QUE VOCÊ ME ENGANA

SE DER O AMOR QUE É MEU

VOCÊ VAI SE ARREPENDER, ESPERO

POIS NINGUÉM, NO MUNDO

VAI QUERER VOCÊ

COMO EU LHE QUERO


NINGUÉM, NINGUÉM

VAI QUERER VOCÊ

COMO EU LHE QUERO


MEU CORAÇÃO

DESSE JEITO, QUER ME ACABAR

ELE PRECISA

ESQUECER QUEM SÓ LHE FAZ CHORAR

NÃO POSSO MAIS

VIVER SOZINHO ASSIM

VOU PEDIR PARA O MEU CORAÇÃO

GOSTAR MAIS DE MIM


6- LINDA

Jorge de Altinho



PARECE QUE TUDO ILUMINA

QUANDO ESSA MENINA

VAI PASSAR

EU FICO AQUI PENSANDO

ESPERANDO E DESEJANDO

ELA ME NOTAR


LINDA

VOCÊ É LINDA

EU DIGO MAIS AINDA

É LINDA DEMAIS


SE NÃO BASTASSE

ELA NEM OLHA

NESSE MEU OLHAR

EU FICO LOUCO

EU VIAJO

NO SEU CAMINHAR

MAS ELA NÃO DÁ...

DÁ BOLA PRA MIM

COMO É QUE EU VOU FICAR?

FICAR SOZINHO, ASSIM?

DIZENDO...


LINDA

VOCÊ É LINDA

EU DIGO MAIS AINDA

É LINDA DEMAIS


7- O COMEÇO E O FINAL

Jorge de Altinho



SE EU ERREI, VOCÊ ERROU

SE EU CHOREI, VOCÊ CHOROU

SÓ UM ADEUS

TUDO ACABOU

AGORA É TARDE

ESQUECEMOS O AMOR


NA VIDA

A GENTE APRENDE

QUE TODO DIA

TEM TRISTEZA E ALEGRIA

A MENTIRA E O REAL

NO AMOR, REPAREM BEM

COMO É IGUAL

TEM ACERTO, TEM TROPEÇO

TEM COMEÇO E TEM FINAL


8- QUE PENA

Jorge de Altinho



NÃO FOI

O QUE A GENTE QUIS

NÃO DEU PRA SER FELIZ

QUE PENA!

CORAÇÃO

CHOROU COMO UM MENINO

FOI COISA DO DESTINO

QUE PENA!


QUERIA AQUELE AMOR

A TODA HORA, A TODO PREÇO

AGORA QUE ACABOU

EU ESQUECI SEU ENDEREÇO

PROCURO O SEU SORRISO, SEU OLHAR

E NÃO ENCONTRO MAIS

ASSIM COMO UMA CURVA NA ESTRADA

ME DOBREI DEMAIS

O FILME TERMINOU

TUDO ACABOU

SAÍMOS DE CENA

QUE PENA!


9- ASSIM SOU EU

Jorge de Altinho



UM LOBO SOLITÁRIO

QUE ANDA NA ESTRADA

UMA MADRUGADA

QUANDO O SONO ACABOU

UM CORAÇÃO SOFRENDO

ENGOLINDO O CHORO

UMA CARTA DE OURO

SEM O JOGADOR

UM PENSAMENTO LONGE

QUE NÃO TRÁS ALGUÉM

UMA SAUDADE VIVA

DOIDA PRA MORRER

ASSIM, NA INCERTEZA

SOU AQUELE RIO

QUE DE ÁGUA, NEM UM FIO

SEM SABER SE VAI CHOVER


ASSIM SOU EU

SEM SEU AMOR

NEM A METADE

QUE VOCÊ DEIXOU


UM RISO QUE NÃO TRÁS

A MINHA ESPERANÇA

LEMBRANÇA QUE NÃO QUER

SE AFASTAR DE MIM

UM BEIJO SEDUTOR

QUE NÃO TEM MAIS DOÇURA

UMA QUASE LOUCURA

QUE NÃO TEM MAIS FIM

AMOR DOMINADOR

SEM TER O SEU REFÉM

O TÚNEL DE UM TREM

SEM TRILHOS PRA CORRER

ASSIM, NA INCERTEZA

SOU AQUELE RIO

QUE DE ÁGUA, NEM UM FIO

SEM SABER SE VAI CHOVER


10- FILHO DO CARIRI

Jorge de Altinho



EU NASCI NO CARIRI

EU ME CRIEI POR AQUI

EU FUI MENINO TRELOSO

POR CIMA DE PEDRAS, ESPINHOS

ENTRE VEREDAS, CAMINHOS

SOBREVIVI DE TEIMOSO

GANHEI O SOL COMO HERANÇA

QUE ACENDEU MINHA ESPERANÇA

NÃO VIVO SEM ESSE CHÃO

NA SECA, É DURA ESSA VIDA

MAS MINHA TERRA QUERIDA

MORA NO MEU CORAÇÃO


AQUI EU SOU MAIS FELIZ

DO QUE EM OUTRO LUGAR

AQUI ESCUTO O CONCRIZ

DE MANHÃ CEDO CANTAR

NÃO SAIO DO CARIRI

SE O DEUS DAÍ É O DAQUI

E NÃO TEM GUERRA, NEM TANQUE

NÃO TEM TRATOR QUE ME ARRANQUE

AQUI DO MEU CARIRI


MEU CÉU É MAIS ESTRELADO

MEU POVO É MAIS ANIMADO

COM UM CABRA BOM TOCADOR

O BODE, PULANDO, BERRA

COMO QUEM DIZ

"NESSA TERRA

SÓ FICA QUEM TEM AMOR"

O AÇUDE QUASE NA LAMA

MAS O PREÁ FAZ A CAMA

NA SOMBRA DA MACAMBIRA

QUE DEUS DO CÉU NOS AJUDE

POIS NÃO FALTANDO SAÚDE

O RESTO, A GENTE SE VIRA


11- LUIZ, SERTÃO, SAUDADE

Jorge de Altinho



A LUA NÃO É MAIS A MESMA

NO CÉU DO SERTÃO

E O SOL CHORANDO, COM SEUS RAIOS

TE PROCURA EM VÃO

LÁ NUM CANTO DA PAREDE

UM CHAPÉU DE COURO

E UM GIBÃO FICOU

AQUELA SANFONA BRANCA

QUE TANTA GENTE ALEGROU


SÓ A SAUDADE DOENDO

GONZAGA DEIXOU


TE VEJO NUM VOAR ALEGRE 

DE UM BEIJA-FLOR

NAS ÁGUAS DE UM AÇUDE CHEIO

NA VOZ DE UM CANTADOR

NAS BORBOLETAS NO CAMINHO

NUM ARCO-ÍRIS MULTICOR

NO RIACHO DO NAVIO

QUE, DE TRISTEZA, SECOU


SÓ A SAUDADE DOENDO

GONZAGA DEIXOU


JUAZEIRO, ASSUM PRETO, ASA BRANCA

E MAIS

CANTIGAS QUE FIZERAM O REI

O TROVADOR DA PAZ

GÊNIO, MITO

TUA OBRA TE IMORTALIZOU

POIS, NOS QUATRO CANTOS DO BRASIL

O TEU CANTO ECOOU

A VOZ DA CHUVA

A ESPERANÇA

DE UM POVO SONHADOR

PELAS ESTRADAS DA VIDA

PASSASTE SEMEANDO O AMOR


HOJE

SÓ A SAUDADE DOENDO

GONZAGA DEIXOU


12- NATIVO (Instrumental)

Jorge de Altinho